leste europeu

12 Razões que farão o Leste Europeu ser a viagem dos seus sonhos

Que tal viajar para destinos europeus menos famosos, mas não menos maravilhosos? O Leste Europeu tem países de rica cultura de paisagens de tirar o fôlego.

É intrigante perceber como territórios tão pequenos podem ter origens, línguas e costumes diferentes: embora mantenham certas influências de fronteiras vizinhas, cada um possui suas particularidades e características especiais. Se você é fã de Game of Thrones, vai poder sentir na pele a sensação de estar em cenários épicos e rodeada por pessoas falando línguas incompreesíveis.

Cidades como Budapeste, Praga, Viena, Bratislava, Bucareste, Zagreb e muitas outras vêm mexendo com a curiosidade e os corações de milhares de visitantes em busca de belezas sem-fim, histórias emocionantes e claro, moedas mais acessíveis do que o Euro ou a Libra. E você pode estar pensando que as surpresas param por aí. Acredite, há muito mais para se descobrir.

Por isso, aqui vão 12 motivos para você despertar sua aventureira interior e ir explorar o Leste Europeu:

1. As praias fantásticas

Provavelmente não é a primeira coisa que vem à sua mente quando se fala em Leste Europeu, mas países como Croácia, Albânia e Montenegro têm praias que competem facilmente com o litoral espanhol, francês (e brasileiro!). Com areias branquinhas, águas cristalinas e paisagens lindas, estarão ou menos lotadas do que as praias mais badaladas, ou frequentadas por viajantes em busca de aventuras exóticas, assim como você! Bora socializar!

 

Montenegro
Montenegro

 

Croacia
Croácia

2. Comidas deliciosas

A culinária do leste europeu varia bastante de país para país, mas muitos pratos são parecidos: vigorosos, ricos, temperados e levam um toque de páprica. Você vai amar experimentar todos eles. Pierogi, goulash, banitsa, borsch, moussaka, lángos, gyros… as opções são diferentes de tudo que você já provou. Difícil resistir, mais difícil recusar!

Banitsa
Banitsa (Bulgária), um pão feito com massa folhada, ovos e queijo feta

 

Pierogi
Pierogi de batata com bacon, cheddar e cebola caramelizada
Goulash
Goulash, tradicional comida húngara

3. Menos turistas, mais tradição

Se você quer uma experiência fora do comum, esta é perfeita! Enquanto as capitais do Leste Europeu recebem sua porção de turistas, a maioria das outras cidades é praticamente intocada. A vida continua sendo como era séculos antes, a cultura atravessa gerações sem ser alterada pelas centenas de visitantes que enchem os destinos mais procurados . Velhinhos continuam varrendo a rua com suas vassouras, famílias fazem refeições no quintal. Há ainda um senso de comunidade e tradicionalismo que teve muito pouco contato com o mundo ocidental.

macedonia
Noiva da Macedônia vestindo um traje tradicional

4. É mais barato

Você pode facilmente viajar pelo Leste Europeu gastando 100 reais por dia ou menos (se topar ficar em hostels – há opções muito bacanas e com ótimos preços – e evitar os restaurantes mais turísticos e luxuosos). Para nós, brasileiros, a equivalência da moeda não é tão discrepante, então seu dinheiro renderá muito mais do que em destinos onde se utilizada doláres ou euros, por exemplo. Além disso, transitar por países que usam moedas tão diferentes é um sonho para qualquer colecionador.

Notas e moedas do florim húngaro Forints - Hungria – Wikipédia, a enciclopédia livre:

5. Cortesia e hospitalidade

As pessoas nativas costumam ser muito generosas e dispostas a ajudar. É um mito que os habitantes do leste europeu não falam inglês, a maior parte dos jovens fala pelo menos o básico e tem muito prazer em ajudar estrangeiros. Mesmo que não possam se comunicar em uma língua que você entenda, eles ainda assim tentarão usar gestos e expressões faciais para se fazerem entender.

6. Cidades metropolitanas

Praga, Budapeste, Cracóvia, são lugares recheados de cultura, história e uma arquitetura sem igual. Cada construção possui detalhes únicos, é como se todos os prédios fossem pontos turísticos. Sem contar que essas cidades foram palco de grandes acontecimentos da História. Uma coisa é aprender pelos livros, outra muito mais excitante é aprender vendo com seus próprios olhos.

Budapeste
Budapeste

 

Praga Mais:
Praga

7. As vilas charmosas

Como por exemplo Pučiśća, na Croácia, Telč, na República Tcheca e Bled, na Eslovênia. Você vai se sentir dentro de um filme de época, ou como se tivesse voltado no tempo.

croacia
Pučiśća

 

eslovenia
Bled

8. Montanhas magníficas

Como as Carpathians, que cortam a República Tcheca, Eslováquia, Polônia, Hungria, Ucrânia, e oferecem trilhas e escaladas para todos os gostos.

leste europeu
Carpathian Mountains

9. Lagos de tirar o fôlego

Como lago Balaton, na Hungria, o lago Ohrid na Macedônia ou os lagos Plitvice, na Croácia.

croacia Mais:
Lagos Plitvice

 

hungria
Lago Balaton

10. Florestas, parques e reservas naturais

Como a floresta Bialowieza na Polônia, que já foi um campo de caça medieval, o Parque Nacional Gauja na Letônia, o Parque Nacional Aukstaitija na Lituânia, que contém 126 lagos, Codri, na Moldova e o Parque Nacional Retezat na Romênia, com trilhas desafiadoras.

romenia
Retezat

 

lituânia
Aukstaitija

11. Cavernas, formações rochosas e vales

Como as Rochas Belogradchik na Bulgária (onde se localiza um forte), a formação rochosa Pravcice Gate na República Tcheca (que fica na fronteira tcheca-alemã), a caverna Vrelo na Macedônia (que contém fontes e formações rochosas naturais), o Tara River Canyon em Montenegro  (o canyon mais longo da Europa) e as rochas Djavolja Varos na Sérvia (uma fonte natural corre abaixo dessas incomuns pirâmides rochosas).

Montenegro
Tara River Canyon

 

servia
Djavolja Varos

12. Há mais de 75 lugares considerados “Patrimônio Cultural” pela Unesco, em nove países do Leste Europeu

Incluindo igrejas, centros históricos, fortes e rios, o que denota o quão importante a herança cultural dessa parte do mundo é. Alguns rituais e costumes estão profundamente arraigados à vida diária das pessoas, enquanto outros são sazonais e podem ser vistos durante alguns períodos do ano. Isso mostra como a diversidade e complexidade da cultura desses países é tão interessante e enriquecedora quanto qualquer outra.


Por fim, eu ficaria aqui o dia todo falando sobre como o Leste Europeu é fantástico, em todos os aspectos, mas espero ter conseguido transmitir o suficiente para que você coloque este pedaço do mundo mais para cima na sua lista de próximos destinos. Você não vai se arrepender!

E aí, qual país do Leste Europeu você visitaria primeiro? Deixe seu comentário aqui em baixo =D

 

Fotos: Pinterest

Um comentário sobre “12 Razões que farão o Leste Europeu ser a viagem dos seus sonhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *