Tirar um período sabático pode mudar sua vida

Tirar um período sabático é equivalente a conduzir um experimento de vida. Romper com sua rotina regular vai fazer com que você teste se sua vida pode ser significativamente melhor se você vivê-la de um jeito diferente. Talvez isso queira dizer viver em outro país, aprender uma nova habilidade, mudar de emprego ou completar sua lista de coisas para fazer antes de morrer. Mas por mais excitante que pareça e pela felicidade que promete, esta decisão não vem fácil.

Quando considera-se tirar um período sabático, o pensamento padrão pode ser algo como: eu preciso desesperadamente de um tempo longe, quero uma nova perspectiva. Mas se eu fizer isso, o mundo vai parar? O que faço se estiver desempregada quando voltar? Devo esperar a aposentadoria? Posso realmente bancar isso? Minha família ficará OK com isso? Vou enloquecer?

O medo tem um grande efeito paralisante, então muitas pessoas abandonam a ideia rapidamente. Infelizmente, somente alguns descobrem que uma vez que você resolve ir, o mundo continua girando e tudo fica bem. Tomar essa decisão é na verdade, vencer o medo.

Eu descobri que a melhor forma para superar anseios e se sentir seguro com a decisão de tirar um período sabático é realmente começar a planejá-lo, mesmo que você sinta que não está pronto. Em vez de ter este debate na sua cabeça, onde os medos sempre vencem, sente-se e comece a planejar como seria seu experimento de vida. A razão pela qual esta estratégia funciona é simples: envolve ambos, sua mente e seu coração. Quando você começa a planejar seu período sabático, você vai a) determinar se você pode realmente fazer isso – a parte racional e b) se seu coração realmente quer isso. A coragem para tomar a decisão virá naturalmente.

Aqui estão alguns passos de planejamento a serem seguidos, e que vão abrandar seu medo imensamente:

  1. Estabeleça uma intenção.

    Ter uma clara intenção ou propósito para seu experimento dará a você uma forte razão de por que fazer isso. Também vai te ajudar a definir que tipo de período sabático é ideal para você.Aqui estão alguns exemplos de intenção: viajar pelo mundo, autoconhecimento, peregrinação religiosa, aprender um idioma, escrever, passar um tempo com a família, lista de coisas para fazer antes de morrer, voluntariado… ou simplesmente passar um tempo longe, o que é uma razão super válida. Qual é a melhor para você?

  2. Domine seu maior medo.

    O que é o pior que pode acontecer se você tirar um período sabático? Escreva isso. O que você teme é completamente verdade? Você iria imediatamente se seus medos não fossem verdadeiros? Você vai descobrir que o que está te impedindo são somente pensamentos. Com maior frequência, as novas possibilidades de vida vão superar seus piores medos. Meu maior medo era impactar negativamente minha carreira. Na pior da hipóteses, eu precisaria arrumar um novo emprego quando voltasse. Eu estava bem com isso. Eu dominei aquele medo, eu o venci e adivinhe! Fui promovida quando retornei.

  1. Pesquise suas opções de apoio.

    Se você está empregada, entenda quais benefícios estão disponíveis para você. Muitas companhias hoje em dia oferecem uma opção de tempo-fora-do-escritório. Se você é autônoma, entenda como suas responsabilidades podem ser delegadas e continuarem acontecendo enquanto você está fora. Considere envolver sua família, uma rede de suporte e amigos para ou te ajudarem enquanto estiver longe, ou para visitar durante sua viagem. Fazê-los parte da sua experiência pode ser enriquecedor para eles também.

  2. Defina seu orçamento e duração de tempo.

    Dinheiro e tempo são suas variáveis que você deve planejar. Há um viagem sabática para qualquer orçamento e período de tempo. Você pode fazer uma viagem longa e barata ou uma curta e cara e vice-versa. Dinheiro não deve ser uma desculpa para não ir. Há muitas opções para viajar e viver com pouco dinheiro. Só lembre-se que você também tem que se planejar para quaisquer custos ou compromissos que você deixar para trás, como aluguel, serviços, etc.

  3. Vá atrás de experiências.

    A maioria das viagens sabáticas te permitem viver a vida diferentemente. É de onde o crescimento vem – estar presente e em contato com a vida. Talvez você queira viajar pelo mundo ou aprender uma língua? Faça um rascunho dos principais lugares por onde quer passar, enquanto olha o mapa, ponderando as distâncias. Ou talvez você queira focar em uma atividade e fazer trabalho voluntario? Pesquise opções e entre em contato com pessoas do local em que você está interessada para compreender como seria o seu dia-a-dia. Anime-se! E não planeje demais, somente priorize as atividades e as experiência que vão te permitir viver de uma nova forma.

  4. Familiarize-se com a tecnologia e os seguros de viagem.

    Conversor de moedas e tradutores, itinerários digitais como  Tripit, Government travel advisories e Trip advisor reviews – são todos ferramentas disponíveis que te fazem ser uma viajante experiente. Ter um ótimo seguro de viagem também vai aliviar seu medo. Todas essas ferramentas farão você se sentir equipada em sua jornada e prover uma rede de segurança em caso de problemas. Há inúmeros provedores e opções.

  5. Sonhe!

    Finalmente, o último passo para acalmar seu medo é sonhar! Deixe sua imaginação tomar conta, diga sim com mais frequência do que não. O resto virá junto.

Siga estes passos e abandone o medo em uma merecida viagem sabática. Ela pode mudar sua vida. E você vai ver que o mundo não para, não se desmorona, quando você investe em si mesma. Mesmo que você decida não viajar agora, espero que você faça isso em algum momento da vida. Lembre-se, a viagem realmente começa quando você começa a planejá-la. Seja no papel ou na vida real, aproveite!

*Texto originalmente publicado pelo Huffington Post

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *